O BlogBESSS...

Bem-Vindos!


Blog ou Blogue, na grafia portuguesa, é uma abreviatura de Weblog. Estes sítios permitem a publicação e a constante atualização de artigos ou "posts", que são, em geral, organizados através de etiquetas (temas) e de forma cronológica inversa.


A possibilidade de os leitores e autores deixarem comentários, de forma sequencial e interativa, corresponde à natureza essencial dos blogues
e por isso, o elemento central do presente projeto da Biblioteca Escolar (BE).


O BlogBESSS é um espaço virtual de informação e de partilha de leituras e ideias. Aberto à comunidade educativa da ESSS e a todos os que pretendam contribuir para a concretização dos objetivos da BE:

1. Promover a leitura e as literacias;

2. Apoiar o desenvolvimento curricular;

3. Valorizar a BE como elemento integrante do Projeto Educativo;

4. Abrir a BE à comunidade local.


De acordo com a sua natureza e integrando os referidos objetivos, o BlogBESSS corresponde a uma proposta de aprendizagem colaborativa e de construção coletiva do Conhecimento, incentivando ao mesmo tempo a utilização/fruição dos recursos existentes na BE.


Colabore nos Projetos "Autor do Mês..." (Para saber como colaborar deverá ler a mensagem de 20 de fevereiro de 2009) e "Leituras Soltas..."
(Leia a mensagem de 10 de abril de 2009).


Não se esqueça, ainda, de ler as regras de utilização do
BlogBESSS e as indicações de "Como Comentar.." nas mensagens de 10 de fevereiro de 2009.


A Biblioteca Escolar da ESSS


PS - Uma leitura interessante sobre a convergência entre as Bibliotecas e os Blogues é o texto de Moreno Albuquerque de Barros - Blogs e Bibliotecários.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Pepetela (1980) – Mayombe


"O Mayombe começa com um comunicado de guerra. Eu escrevi o comunicado e...o comunicado pareceu-me muito frio, coisa para jornalista, e eu continuei o comunicado de guerra para mim, assim nasceu o livro." - Pepetela.

Nesta obra escrita em 1970/71, em Cabinda e publicada em 1980, damos conta dos primeiros sinais de crítica interna no MPLA, ao racismo, corrupção, machismo, o que levou a que vários problemas se levantassem à sua publicação.

Durante muito tempo Pepetela hesitou em publicá-la, por razões políticas. Teve que fazer muitas explicações e palestras sobre a obra. Foi determinante o facto de, a nível interno do MPLA, a concordância de Agostinho Neto com o seu conteúdo de teor político.

Mayombe foi, pois, o primeiro testemunho público e assumido por um militante, de que o MPLA não era perfeito embora tenhamos sempre que ter em conta que é uma crítica feita dentro do limite possível de quem vê as coisas do ponto de vista do participante. Será um livro de história na medida em que é a realidade vivida pelo autor tornada ficção, onde temos o traço filosófico do homem como indivíduo e o seu comportamento como guerrilheiro.

Mayombe é uma grande epopeia, a dos guerrilheiros, que, embora vistos como heróis do seu povo, são retratados realisticamente como seres humanos com as virtualidades inerentes.

1 comentário:

  1. acabei de lê esse Livro ! fenomenal, vou apresentar um seminário dia 31/10 !! gostei do que você mencionou ai, e esse livro foi escrito para os universitários,

    ResponderEliminar